visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

quinta-feira, janeiro 17, 2008

george gershwin, a tradução da música do meu século

george gershwin - aqui - é um dos mais importantes músicos do século XX. americano do brooklyn, de origem judaica, nasceu jacob gershowitz, em 1898.
a maioria de suas obras foi composta em parceria com o irmão ira gershwin. mal aluno não era premiado com as mesmas regalias que seu irmão estudioso e, quando abandonou os estudos convencionais, foi trabalhar tocando piano - apesar de nunca ter estudado música - em uma loja que vendia partituras e instrumentos musicais.
quando ira ganhou um piano, prêmio por bom desempenho escolar, george apoderou-se do instrumento.
suas composições, inesquecíveis, misturam a música clássica e o jazz, particularidade que o tornou um dos mais importantes músicos do século passado.
seu concerto para piano e orquestra é pouco conhecido e faz extenso uso da mistura de motivos do jazz com música clássica.
entre 1920 e 1924, george e ira escreveram canções para as revistas de teatro e conheceram paul whiteman, que contratou george para escrever uma peça de jazz para um concerto. o resultado disso foi a rhapsody in blue (ouça ao final do texto).
apesar de sua música reunir elementos de universos únicos, diferentes, como broadway e teatro de concerto clássico, ele conheceu igualmente o sucesso com a autoria de canções populares, como aquelas feitas para o cinema das quais, muitas, transformaram-se em clássicos do jazz, particularmente as que foram gravadas por ella fitzgerald ou louis armstrong.
uma ópera era sua maior ambição e ele criou, em 1935, porgy and bess, baseada num livro de dubose hayward. as letras foram compostas por hayward e por ira gershwin.
dois anos depois, com 38 anos, gershwin morreu, vítima de um tumor cerebral.

8 comentários:

Fabio disse...

Agradeço a visita ao meu blog e legal que tenha gostado. O seu blog tb é muito bacana, diferente da maioria que há na net. Obrigado também por me linkar na sua página e também estarei procedendo a sua inclusão no meu ainda essa semana.
Com certeza passarei a ser um dos visitantes frequentes da sua página.
Uma ótima semana, Fábio.
http://visaohebraica.v10.com.br

Luiz Lailo disse...

Vanilla Mood, muito bom. As meninas têm 25 anos. Uma delas tem 27.
Hoje fui acariciar meus velhos discos. Que saudades. Pena que não possa ouví-los. Não tenho como. Preciso comprar um amplificador para conectar ao computador e ao toca-discos que, antigamente, se chamava vitrola. Os mais sofisticados falavam pick-up.
Separei um Richard Wright solo, "Wet Dream" e dois David Gilmour igualmente solo, "About Face" e "David Gilmour".
Não ousei pegar nos quase 10 Pink Floyd. Seria emoção demais.

Não precisa vir ao meu blog, pelo menos para responder aos comentários que deixo no seu. Já dei um jeito e consigo ver você, toda lampeirinha, respondendo ao meu comentário. Recebo por e-mail.

requeri disse...

bem feito!!!!!!!!!!!!!
eu tenho!!!!!!!!!!!!!!!
mesmo que meus vinils ... vinis ... ??????? estejam na casa do ex .... incomunicáveis, apesar disso, é muito bom ter uma vitrola.
vc lembra da sonata????
o meu primeiro marido tinha um toca disco do carro ... era o maior sucesso ....
saca a solução: vem pra sampa, com seus discos e a gente ouve junto ....

lampeirinha é bom .... rsrs

mas eu vou lá te visitar. cheguei agora do tronco .... depois vou lá. beijo.

requeri disse...

luiz, como é esse treco de eu responder aqui e vc saber???? também quero!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Juca disse...

Excelente o que escreveu sobre Gerswin. É interessante notar que ele é considerado o primeiro compositor branco que deu valor a boa música negra norte-americana.
Interessante também notar que por um incrível erro de avaliação certas lideranças negras da época receberam muito mal a ópera "Porgy and Bess, escrita em 1934 com seu irmão Ira. É que na época entenderam lamentavelmente que a história reforçava os estereótipos de que os negros eram violentos, chegados em drogas e que resolviam tudo na base da violência. Hoje ninguém pensa assim e não há quem não veja na belíssima ópera a presença da genialidade.
Um beijo do
Juca

requeri disse...

amor, isso mesmo. seus comentários servem pra completar o que eu escrevi. brigaduuuuuuuuuuuuuuu. beijo.

Luiz Lailo disse...

No Gerenciamento de blogs você vai abrir a aba Configurar, depois a aba Comentários.
Lá embaixo você vai preencher onde quer receber o e-mail de notificação de comentário.
Por favor, não preencha exibir uma confirmação de palavras para os comentários, se não te abandono.

Bem, já estou comentando. Então estou acessando usando o Blogger e marco numa linha abaixo para receber o acompanhamento de comentários por e-mail. Aqui no meu caso já estou inscrito. Mas posso Cancelar a inscrição. Se você me pressionar eu cancelo, olha que eu cancelo.
Eu recebo todos os comentários dirigidos ao seu post, inclusive os escritos por você, lógico.

Há quem crie feed para comentários. Não sei fazer isso. Assino os comentários de uma garota do Wordpress.
Até a próxima aula..., sa-bi-di-nha!

Anônimo disse...

Por que nao:)

 
Template by Mara*
requeri/2010