visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

sábado, agosto 02, 2008

the b-52s

... de vez em quando, ao avistar um black, click ... click ...


a the b-52's, uma das melhores e mais festeiras banda do universo, encontrou as portas lá de casa abertas, desde o seu primeiro álbum, em 1979, o the b-52's.
ela era um acontecimento rockeiro diferente e obteve tal privilégio.
a banda é adorável, sensível, bem cuidada, séria, divertida, feminina, masculina ...

kate pierson e cindy wilson se deixam acompanhar pela guitarra e bateria de keith strickland e ricky wilson - substituído por fred schneider na década de 80 - respectivamente e, assim, eles agradam a muitos, mesmo aos mais ortodoxos.
a banda deu um perdido na década de 90 e, após 16 anos, como se uma ressaca de mais de uma década houvesse deixado os 4 em casa, equilibrando sacos de gelo na cabeça, a b-52's voltou para uma nova festa e colocou na vitrola o primeiro álbum do século, funplex, dançante como nenhum outro. o anterior, good stuff, de 1992 veio sem a cindy wilson.
funplex, o álbum mais gay da banda, foi descrito pelo guitarrista keith strickland, como um disco de rock’n’roll-glam-electro-soul.
aos meus ouvidos, deixando de lado o primeiro amor pelo álbum de 1979, the b-52's ou o notável cosmic thing de 1986, funplex é o melhor de todos, tão moderno quanto maduro e com alguns elementos cultivados nesses anos todos, como a influência de música eletrônica pelo guitarrista keith strickland e músicas adoráveis, tal e qual a inspiração felliniana de
juliet of the spirits ... lindinha!!!
contudo, a b-52's continua a mesma banda festeira, a mais festeira de todas as bandas.
é a b-52's e pronto!!! e quem é que precisa que a b-52's mude alguma linha???
em
pump eles continuam retrô por excelência, músicos pós-modernos, kitsch e pasticheiros.
em qualquer canção é impossível não reconhecê-los, os acordes e os vocais marcantes estão intactos, apenas emoldurados por novos recursos digitais. a canção
hot corner é, indiscutivelmente, uma autêntica b-52's, com os incríveis vocais de fred, cindy e kate.
parida na athens da georgia dos eua, a banda começou ralando, em 1976, pelos clubes e, em 1979, passados 3 anos de trabalho duro, lançam o seu primeiro álbum, o the b-52's, dançante, bem-humorado, bizarro, destacando a
rock lobster.
seguem-se os anos e os trabalhos wild planet, o ep mesopotamia, whammy!, bouncing off the satellites, quando morre ricky wilson, poucos meses antes do bouncing ser posto à venda.
ressentida, a banda dá um tempo e, 3 anos depois, em 1986, com fred schneider na bateria, eles voltam com cosmic thing, o mais notável sucesso do grupo através, principalmente, de
love shack, roam e deadbeat club.
cindy wilson abandona a banda em 1992. por conta disso, o good stuff vai pras bancas como trabalho de um trio, mas para o time capsule de 1998, a moça retorna arrependida.
enquanto tudo acontecia na via local, na via expressa fred schneider, em 1984 editou um álbum solo, em 1990 kate pierson trabalhou com iggy pop e, em 1991, eles colaboraram com spielberg cuidando do tema dos
flintstones ... bem a cara deles.

... e a estória continua mas, por aqui fico eu com
keep this party going ...



Nenhum comentário:

 
Template by Mara*
requeri/2010