visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

domingo, outubro 12, 2008

the pretenders ... um orgulho do rock'n roll

ouça, rádio, ouça the pretenders enquanto lê

o meu rock'n roll, um dos responsáveis pela constante felicidade estabelecida aqui, por estes lados do butantã, é multifacetado e dá-se ao luxo de ser perfeito em qualquer tom de voz.
em março de 2005, no hotel waldorf astoria de new york, os pretenders entram para o hall da fama do rock'n roll.
the pretenders, os fingidos para os íntimos, foi criada pela chrissie hynde - de negros cabelos, voz bem amolada, a mais bela dos anos 80, com patente, aparência arroz integral, olhar fulminante, gitano - é banda do final dos anos 70 e seu fraco, a voz da dona, completou 57 anos em 7 de setembro.
fundadora, singer, compositora e pink guitar dos pretenders, chrissie hynde nasceu em ohio, na cidade de akron. nos eua participou da banda jack rabbit mas, em 1973 mudou para a inglaterra com o único objetivo de se dedicar à música ... ao rock. perambulou fazendo bicos para viver e morando em squats - casas abandonadas que os jovens transformavam em lares comunitários - deu-se a viajar pela europa atrás de músicos para formar uma banda.
tornou-se famosa como repórter da revista new musical express - mais conhecida como nme - participou, brevemente, da banda punk, the moors murderers, esteve na banda francesa, gallie e em masters of the backside de malcolm mclaren, produtor do sex pistol. além disso, trabalhou com mick jones antes que ele criasse o the clash.

através de tony secunda, ex-empresário do steeleye span, conheceu gaz wild, um baterista que vivia chapado, razão pela qual não queria trabalhar com ele mas, foi através dele que conheceu o baixista peter farndon que retornava da austrália, onde participara do bushwackers.
foi gaz, o chapado, quem convidou peter para entrar na banda.
ela não sabia tocar guitarra muito bem, mas assumiu o posto emergencialmente, e foram ensaiar com, peter no baixo e gaz na bateria.

gaz, como baterista chapadão, não tinha futuro, por isso chrissie correu com ele, e saiu à caça de outro nome.
ela queria phil animal taylor do motorhead mas, sendo amiga de lemmy, descartou a idéia.
peter apresentou-lhe jim honeyman-scott que, mesmo não tendo caído de amores pela patroa, aceitou o trabalho.enfim, em 1978 nasceu the pretenders, cujo nome foi inspirado em the great pretender, sucesso dos the platters, com os músicos ingleses, james honeyman-scott - vocais, teclados, guitarra, pete farndon - baixo e martin chambers - bateria. em 1979, já estavam na parada de sucessos com o compacto brass in pocket e lançando o primeiro lp, que logo atingiu o primeiro lugar dos mais vendidos.

a revista rolling stones premiou os pretenders como a grande revelação de 1980.
entre 1982 e 1983, morreram jim honeyman-scott por overdose de cocaína e peter farndon, que havia sido expulso da banda por se envolver com drogas.em seguida, chrissie e martin entraram em estúdio para gravar back on the chain gang, com tony butler, do big country, no baixo e billy bremner, do rockpile, na guitarra. estavam testando novos guitarristas para o grupo. terminados os testes tinham sido escolhidos, robbie mcintosh - baixo, malcom forster - baixo e ruppert black - teclados.e a vida continuou ...

os fingidos continuam lançando as mini bolachinhas prateadas, uma aqui, outra alí, sob alguns comentários como ... no passado, nós éramos felizes e não sabíamos.

chrissie hynde sabe o que faz, sabe o que diz. ela venceu no rock como lider de uma banda de barbados dentro de um segmento da música fundamentalmente machista e, pra não deixar barato, influenciou courtney love, annie lennox, paula toller, shirley manson ...

após 5 longos anos de brancas nuvens, a banda arremessa um novo álbum, break up the concrete, que carrega uma mochila country ... "todos os ingleses amam essa bosta, mas eu rejeitei isso a minha vida inteira porque era o meu som. acho que tenho, como cantora, muito mais da voz do meu país do que eu imaginava que tinha. acho que eu estava negando isso." foi assim, com uma negação assumida e com a aceitação irreversível da patriotagem (?) que o álbum foi concebido, com a intenção confessa de resgatar o sucesso perdido nos eua, lá pelos idos de 1994, com "last of the independents".
repito sempre, quanto à voz masculina, cantando, nasci de cabeça feita. mas com voz feminina sou rigorosa, escolho a dedo.

chrissie hynde eu escolhi naquele tempo em que, rock, era coisa de homem poderoso. depois de patty smith e janis joplin nenhuma outra cantou feito ela.
chrissie hynde precisava cantar rock, era vital ... e ela canta.

veja/ouça chrissie hynde

5 comentários:

Giul, Discoteclando disse...

nunca fui fã de pretenders, sempre respeitei o fator mulher mandando na parada do rock, mas aquelas timbragens anos oitenta sempre me fizeram rejeitar o som da banda...
donha chrissie e sua trupe só fizeram gostar deles com o dvd loose in l.a., embora eu ainda acredite que seria bem melhor se regravassem os primeiros álbuns com a nossoridade que a banda tem hoje (inclua nessa parada os primeiros do u2 também), e respeito mais ainda as ideologias dessa mulher, principalmente quando ela arremessa pedras no mcdonalds... achava que ela deveria jogar pedras mesmo é nas gravadoras, mas agora já não precisa mais... elas já chafurdam na própria m...

victor disse...

Estou aqui só para dizer boa noite amiga. Bj

Juan Trasmonte disse...

Legal que a Chrissie consegue uns timbres sensuais sem sair do esquema poderoso que o rock exige. Ela é ótima, da de dez na maioria das cantoras da geração dela.
bjs

requeri disse...

aos 3 um beijo ao som de qualquer música dos pretenders ...... bj.

Perfume de Afrodite disse...

Os blogs atuais estão com posts cada vez melhores, super-informativos, com novidades e histórias maravilhosas. Vou verificar os filmes. Pode deixar! É sempre proveitoso aparecer por aqui. Beijos, Re!

 
Template by Mara*
requeri/2010