visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

terça-feira, novembro 18, 2008

tom waits ... intenso

click ... click em todas as letrinhas pintadas de rosa.




sua voz e sua imagem, seu gestual fogem de qualquer estereótipo, de qualquer igualdade, de qualquer semelhança ou diferença, de qualquer convenção ou desajuste, do padrão sonoro e visual dentre os comuns ou enquadrados em coerente normalidade: tom waits.

daqui, seguirei, tentando não explodir. ao meu texto agreguei, através de frases ou palavras linkáveis, outros escritos de pessoas tão encantadas quanto eu, por tom waits.

dissertar sobre ele causa estranheza, poucos, muito poucos o conhecem ou já prestaram atenção em sua arte. uma pena ...
tom waits é inclassificável e inconfundível, completo, apaixonante, terno, gracioso, rude, ingênuo, tosco, tosco e polido, amável ... sua música é um filme e sua interpretação, através daquela voz roufenha e gestos inteiros, completos, abundantes, nos põe diante de uma tela sentindo as verdadeiras emoções que nos fariam sentir as estórias, as essências, as pessoas e os ambientes mais ricos, de conteúdo forte, profundo, irônico, sarcástico, triste, risonho.
tom waits com aquela
voz insolente dilacera, amigável e carinhosamente, a mais firme estrutura.


só ele sabe me fazer chorar, ao som da tom traubert's blues ... waltzing matilda, alegremente ... a canção original, australiana, composta em 1895 pelo poeta banjo peterson, um hino naquele país, ele transformou em sua obra prima.

waltsing matilda é uma das mais populares canções do universo. esta observação tem dono, pois, em 1983, os astronautas da columbia cantaram waltzig matilda - a original australiana - quando a espaçonave cruzou o céu da oceania.

sua voz modular e suas canções - aqui, até 2004 - me deixam assim ... sorrindo, extasiada, apaixonada, terna, ainda mais feliz, plena.
mas, quando preciso que minha paciência estoure os quatro cantos da bússola, ele vem e
aninha a minha agitação.
tom waits
aquece o meu coração e é como um vício que eu preciso ouvir, ver ... todos os dias ...
it's all right with me é sua participação no dvd red, hot & blue, de 1990, trabalho no qual alguns artistas cantam cole porter e cuja venda foi em prol da luta contra a aids.
ele entoa incansável, aqui no lar.

logo mais, aos 7 de dezembro, thomas alan waits -
aqui, desvendado por martim vasques da cunha, do jeito que eu faria - festejará que, há 59 anos, pomona, na califórnia ouviu, pela primeira vez, o som da sua voz.
de descendência, norueguesa, irlandesa e escosesa - a miscigenação perfeita - aprendeu a tocar guitarra e piano e, em 1973 produziu seu primeiro disco ... closing time -
ouçam, oi 55 - o que desencadeou um trabalho musical da melhor estirpe, no início, abrindo shows de frank zappa e john hammond.
música e cinema alternam a vez como principais atividades em sua vida e, não raro, dedica-se a um e a outro, ao mesmo tempo, através da composição das canções em soundtracks inesquecíveis ou da interpretação de personagens que saciam o olhar, a alma, os ouvidos -
night on earth para ver, night on earth para ler e coffee and cigarettes, ambos de jim jarmusch ...
passar em
revista/1986 tom waits, através de ternas entrevistas ou de uma cantoria viva, assim como a all the world is green/dletterman/2002 ou duke robillard/dletterman/2006 me enche o coração de alegria.

tom waits é a tradução do meu caráter exagerado e visceral. amar tom waits é simples, o que não é simples é traduzir a complexidade deste amor.



as canções do disco mule variations, de 1999, me fazem chorar. e quem precisa saber disto??? basta que ouçam, todas elas.




a imagem brotou do notasaocafé.wordpress.com.

2 comentários:

Juan Trasmonte disse...

Cold water é uma das maiores traduzões em arte do desamparo que eu já vi.
O grande Tom é inclassíficável mesmo.
Que trabalho essa postagem, hein? Tem um festival dele no teu blog!
beijos

Fernando Huete disse...

Oi, eu vi sim o tocador e respondi no dihitt se não me engano. O tocadoracabei por não colocar. Quem sabe outro momento. Ficou informação demais no blog. Gostei da dica do formato, legal mesmo. Vou ver como fica, o unico problema é que gosto de manter um padrão para todos os post e teria que mudar, mas vamos ver. Quanto a centralizar eu centralizo sim, não aparece assim no seu navegador?
Valeu por udo, muito obrigado mesmo.
Bjos

 
Template by Mara*
requeri/2010