visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

sexta-feira, janeiro 16, 2009

sinfonia ... emerson, lake & palmer



melodias solares, ventanias, desenhadas com teclado, violão, guitarra, bateria; a voz se intrometendo como tinta, e entortando, lindamente, essas melodias. o calor das melodias, o frio da melódica, a dureza da melodia, a força da melodia. é em meio a essas contradições térmicas e musicais que é esculpido o som do emerson, lake & palmer, a totalidade de tudo. oh sweet music!
a única certeza, sem contradição, é a beleza, de fato, esculpida dessas melodias, que parecem ideais como trilhas para filmes grandiosos ou, em algum momento, quando a contradição prevalece, como sonoridade de um filme que conte uma pulsante estória de amor.

com esse preâmbulo eu tentei dizer, que o emerson, lake & palmer, não cabe no rebloggando.
fanfare for the common man, o clipe mais conhecido da banda, foi gravado no estádio onde foram realizados os jogos olímpicos de munique. a canção conhecida dos telespectadores de alguns programas esportivos, foi composta por aaron copland, é uma das faixas do quarto lado do LP duplo works volume 1, lançado em 1977, que trazia ainda outras duas faixas de destaque: a belíssima c'est la vie e a longa pirates, com 13 minutos de duração que acabou por ... infinitamente bela. sugiro que não deixem de assistir aos dois vídeos sequenciais. obrigada.sou a intransigente devota de discos gravados ao vivo seja acústico ou não acústico, portanto, foi vibrante a chegada do álbum do elp de 1974, welcome, my friends, to the show that never ends, ladies and gentlemen ... elp!!!
emerson, lake & palmer!!!

com a mesma frase título do álbum ao vivo, a banda do rock progressivo, a verdadeira representante daquela vertente do rock, iniciava seus shows. aquela frase é a única marca registrada de uma banda, em viva voz.

a frase,
welcome back my friends ... - que eu já escutei ao vivo, na íntegra - é o título do disco de 1974, o primeiro live da banda, e no qual se pode notar, bem no começo, o alvoroço libidinoso da platéia enquanto a banda acerta o som. a frase famosa entra na suite karn evil 9, do disco de 1973, brian salad surgery. a propósito, brian sallad surgery é outro xodó e guarda em seus vincos karn evil 9 ... karn evil 9 ... não é tudo, mas é espetacular!!!

o the nice perdia a guitarra de david o'list e keith emerson achou que uma banda onde houvesse, fundamentalmente, o som de teclados seria uma idéia a ser realizada.
the nice, até então, era uma banda inglesa que, nos anos 60 ousava misturar rock, jazz e música erudita. seu álbum de estréia, the thoughts of emerlist davjack, foi considerado o primeiro álbum de rock progressivo. a banda era liderada por keith emerson.

voltando à magnífica idéia de keith emerson, sobre teclados, rock, etc, a ele se juntaram greg lake, baixo e vocal, saído do king crimson e carl palmer, vindo do atomic rooster e do the crazy world of arthur brown.

foi então que o the nice virou elp.
quase sem nenhuma guitarra eles conseguiram fazer um rock forte e pesado com intensidade suficiente pra torná-los a banda referência do rock progressivo.
o emerson, lake & palmer, foi a primeira banda de rock a levar um sintetizador pro palco. nada demais se não lembrarmos que o moog, o tal sintetizador, não passava de um aparelho gigantesco, monofônico e analógico.

o moog é a invenção de robert moog, que terá, pra sempre, sua estória ligada ao rock'n roll. não bastasse o rock em si, o sintetizador revolucionou a música dos 60/70. além do elp, o moog foi usado na gravação do disco abbey road dos beatles e na soundtrack do filme, a clockwork orange. robert moog morreu em 2005, aos 71 anos.

na
produção dos shows apoteóticos do emerson, lake & palmer, tiros de canhão, pratos pegando fogo, ... lake sentado sobre um tapete persa - o tapete caríssimo cobre um outro tapete de borracha usado para evitar choques por conta da grande quantidade de fios espalhados pelo palco - emerson assassinando seu hammond com uma espada ou girando sobre si mesmo enquanto tocava, davam ao
elp o significado exato de excentricidade.

ao primeiro álbum foi dado o nome da banda, pra deixar o público bem ensaiado e sem a menor dúvida sobre quem era quem e com a mais literal certeza de que o rock sinfônico erudito estava traduzido ali, naquela combinação das três letras que se tornariam o símbolo mais evidente do rock progressivo, vertente do rock que caracterizaria a carreira da banda que gravou copland, mussorgsky, bach, tchaikovsky, ginaestera.
lucky man foi o primeiro hit e, em 1971, o álbum tarkus e sua suite homônima foram a amostra mais concreta do que os fãs poderiam esperar em criatividade e expressão musical perfeita.
sou suspeita, sou rockamente alucinada pela banda mas foi trilogy, em 1972, que acabou com qualquer dúvida.

as capas do elp, são figuras notáveis no rock.

from the beggining alegrou a mim e alegrou rita lee, que me fez morrer de inveja ao copiar a dedilhada do violão em mania de você.
a regularidade da
discography do elp é quase sem precedentes. as más línguas tiveram dificuldade em digerir works vol.2 e love beach, 1977 e 1978, respectivamente, mas não fiz disso um cavalo de batalha, muito ao contrário, a batalha estava ganha e o elp, por aqueles tempos, já estava muitos passos além das lendas que poderiam pairar assombrosas sobre seu trabalho.

curioso é você!!! carl palmer tocava desde moleque na noite de londres. invariavelmente era obrigado a esconder-se dentro de um piano para fugir à fiscalização.
uma lenda foi criada certa vez sobre jhendrix ter se oferecido para atuar na banda e ter sido recusado - imagino como ficaria desenhada a sigla da banda ... help??? - a verdade é que eles haviam pensado em fazer algumas jams juntos. elas nunca aconteceram, por conta da morte de hendrix.
o uso do sintetizador moog no teclado, pela primeira vez, é privilégio de keith emerson.


a discografia do
emerson, lake & palmer é um pedaço considerável da estória mágica da música planetária contada através do rock'n roll.


Um comentário:

scubi disse...

Oi Regina, vim dar os parabéns pelo seu primeiro lugar no Dihitt, em música! Fiquei muito feliz e acho que você merece manter esta colocação por muito tempo. Seu blog é maravilhoso.
Beijo!

 
Template by Mara*
requeri/2010