visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

sábado, janeiro 31, 2009

vangelis, Ευάγγελος Οδυσσέας Παπαθανασίου

os links, todos em cinza claro, devem receber um click ... click.


... bαγγέλης, o grego para vangelis, punha-me a imaginar, fosse uma ilusão, fruto de alucinações musicais que eu não controlava. tudo levava a desacreditar da existência do homem, um músico que musicava exatamente como eu gostava de ouvir. naquelas eras, muito se ouvia, pouco se via mas da música que ele criava, brotava imagem

lembro como se fosse agora, a sensação era realmente especial. dava vontade de dizer, em firmes pulmões e pra todo mundo ... lambuzem-se!!! vangelis guarda, aconchega a verdade sobre música. vocês verão onde os levará, seu teclado, naturalmente livre e vivo ... true music!!!


para ouvir e baixar
.

aquele homem, belo e talentoso é hoje um belo senhor que, pra sempre talentoso, me arranca suspiros, como antes e, como sempre, me provoca sonhos com imagens coloridas e trilha sonora.
alguém chamado evángelos odysséas papathanassíu, não poderia ter outra função se não a de encantar, musicando tudo, desde a vida de pessoas como eu, até os filmes, que tornam a vida das pessoas como eu, privilegiada.
a vólos grega o pariu e criou, e desde os 4 anos de idade deu-se a tocar piano, vindo a estudar música clássica, muito depois de ter sido auto-didata.
na década mais maravilhosa, a dos sessenta, formou uma banda, a formynx, grega e popular.
1968, foi um ano que não deveria terminar mas, sobre isso alguém já escreveu.
a vida era urgente e desabrochava pelas ruas de paris, nanterre, sorbonne, a fábrica da renault ...
as ruas da capital francesa foram o palco de uma festa única, que pôs o mundo de pernas pro ar. os slogans dos muros ainda permanecem na memória: operários de todo o mundo, divirtam-se, afinal, o tédio é contra-revolucionário!!!
em meio a tudo aquilo, vangelis foi pra paris, de mala e teclado. em plena
greve geral criou uma das mais emblemáticas bandas do rock progressivo, o
aphrodite's child. os seus dedos, as baquetas de loukas sideras e a voz mediterrânica de demis roussos, deixaram nossos corações em frangalhos. ouça end of the world, i want to live e a minha preferida it's five o clock.
o aphrodite's encerrou as atividades, em 1972 e cada um deles seguiu a vida, promovendo, vez ou outra, algum encontro pra matar nossa saudade.
no final da década de 70, vangelis e jon anderson, vocalista do yes, fizeram o jon & vangelis, a parceria de alguns álbuns - de 1979 a 1991 - excelentes, que conseguiram calar os ânimos dos fãs de ambos, que sonhavam com a substituição de rick wackeiman no yes, por vangelis.
short stories/1979, the friends of mr. cairo/1981, private collection/1983 e the best of jon and vangelis, são alguns deles e mais jon, the voice, vangelis and bird song e the friends of mr. cairo.

pros amantes de yes, um presente ...
jon anderson, solo, um encantamento
.
aqui, aqui, aqui, aqui são vídeos imperdíveis, saudáveis e saudosos.

a
discografia de vangelis presume capas - mais de 60 das tais - que não negam o apêlo de anos abundantes de idéias para elas ... alguns discos ouvíveis.

compôr a música da copa do mundo de 2002 foi mais uma forma de nos brindar depois de grandiosidades como a soundtrack de chariots of fire, blade runner e 1942 - conquist of paradise, de cosmos, a série das manhãs domingueiras da tv, la petite fille de la mer, memories of green algumas, disponíveis pra ouvir na caixinha do deezer.
gosto de compartilhar com meus leitores, alguns sites que mantenho aliados na questão musical. com alguns, sacramento da mesma opinião, com outros, nem tanto, mas acho salutar a disposição de mantê-los sempre do lado, pra qualquer eventualidade, e o
scoretrack é um deles que, por hora, relata sobre vangelis, rindley scott e blade runner.

não comungo da opinião de alguns puristas que acusam vangelis de ter caído nas malhas da indústria, musical ou cinematográfica. se o fez, não me desagradou, nem me dei conta, sempre achei o máximo.
quando me provocam com tais banalidades digo: ele é um gênio grandioso e incomum. sua música é incomum.
vangelis produz uma música que me agrada completamente.
apoteose, um bom e ornamental fundamento pra permanência de som na prateleira aqui de casa.
bem antes, com o aphrodite's, no disco 666, ele já nos dava um preâmbulo do que ouviríamos hoje. leia mais um colaborador,
lágrima psicodélica/666/resenha by rafael.

3 comentários:

Cris disse...

Rê,
Gostei do que li, bem discorrida a carreira de uma mente privilegiada, que fica nas nossas memórias para sempre. Assimilei algumas, outras nem tanto, mas o valor é indiscutível. É puro contraste entre o que interessa e o que não interessa em termos de música, hoje, quase nada interessa. Beijocas.

PS: Gostei dos cubos na lateral, como faço isso?
Cris.

Helio Jenné disse...

Oi Requeri, compartilho do seu entusiasmo pelo Vangelis. Sua música é sensacional. Seu blog esta cada vez melhor. Beijo e parabéns!

LETÍCIA CASTRO disse...

Rê, não consegui ouvir, deve ser meu firewall que desabilitou, mas vou continuar tentando. Sobre o Vangelis, antes de mais nada, que texto mais informativo e poético ao mesmo tempo, adorei! Eu sou apaixonada por ele, mas não conhecia quase nada sobre sua biografia do "evángelos", aliás, o nome todo é inspirado, né? rs E que trajetória! Agora, vou baixar os títulos que vc sugeriu, pq sou curiosa e não vou aguentar saber se deu pau no pc.
Beijoconas!

 
Template by Mara*
requeri/2010