visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

domingo, fevereiro 22, 2009

al stewart, o trovador do rock'n roll

on the border, em duas versões e year of the cat ... 11 anos as contemplam ... as diferenças são torrenciais e al stewart ... um trovador. o violão e o teclado são tocados por peter white ... em breve no rebloggando ... vejam e ouçam, aqui, aqui, aqui ...
o rock sempre me faz chorar. existem uns caras do rock que me fazem chorar um pouco mais. al stewart é um desses ... até hoje ele me leva as lágrimas ... o adorável trovador do rock.

al stewart era animador de festas de salão em bournemouth, até 1965, quando mudou-se para londres, e cantava bob dylan nos clubes importantes da cidade. nessa época ele já havia ousado suficiente pra quem começava, ... comprara uma epiphone acústica.
assim, pouco a pouco, foi garantindo seu público ... não é difícil cair de paixão por aquela voz.
o primeiro single, um compacto com turn to earth do outro lado, e que ele cantava acompanhado por jimmy page, foi pela decca - a mesma que rejeitou os beatles porque tocar guitarra era uma onda com dias contados - e o primeiro álbum, bedsitter images, pela cbs records, com direito a uma orquestra como acompanhamento.
o ano era 1969 e al stewart confessou todos seus amores, compondo as canções de love chronicles. na cantoria foi ajudado pelo folk rock que o adotara. resultado, a afinação do
fairport convencion completou a perfeição daquele disco.
mas a canção título que conta, em detalhes - fucking - o dentro-fora, em cima-embaixo, pega-larga de um affair caliente que dura 18 minutos, não foi aceita pelos tolos de plantão. para eles, o correto seria manter a narrativa entre quatro paredes.
em 1975 terminou seu contrato com a cbs depois dos discos, zero she flies de 1970, orange de 1972, past, present, future de 1973 marcante pelas composições nostradamus e roads to moscow e modern times, o disco de 1975.
em 1976, já na califórnia, alan parson produziu o
the year of the cat, o blockbuster musical que garantiu a estabilidade financeira do moço ... eu colaborei com isso.
o carisma dessa canção foi tamanho que, dali pra diante muitos trabalhos de al stewart contaram com aquela fórmula harmônica ...
time passages é uma delas.
de resto, um prazer a
discografia de al stewart.
vida longa ao rock!!!




Discover Al Stewart



.........


.........

3 comentários:

Cris disse...

Delícia de trovador, não há como cansar de ouvir a combinação das notas em perfeita harmonia, com um simples escorregar de dedos. Arte eterna.
Cris

requeri disse...

ele é demais!!!

Edson d'Aquino disse...

Rê,
Qq dia posto a discog do Al Stewart lá no G&B. Me faltam uns 2 ou 3 ainda. Parei de procurá-los há uns 2 ou 3 anos mas vou voltar à carga.
}{ões

 
Template by Mara*
requeri/2010