visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

sábado, março 07, 2009

purim ... meu xodó judaico

desde ontem, quando publiquei este texto, percebi que as pessoas desconhecem alguns costumes judaicos.
segue a resposta a uma das questões mais comuns:
um filho é judeu, se nascido de uma barriga judia. uma mãe não judia - goyim - feito eu, gera um filho não judeu. porém, o meu porrinha "está" judeu há, pelo menos, 20 anos, por opção dele que costuma empregar o verbo estar quando refere à sua religião.
poder fazer escolhas, usando o direito concedido pela liberdade, tem um valor inestimável.

um dos queridos a quem dediquei o texto sobre purim, fez um comentário que eu vou juntar ao texto.
quem sabe, sabe ... não foi por acaso que dediquei o meu escrito a ele.

Requerida, o Purim é de fato uma festa de jubilo e alegria. Sua postage, refletiu exatamente o espírito que impera em cada lar judeu nesta época do ano. A palavra Purim vem do radical hebraico "pur", sorte, sorteio. Nos tempos do rei Ahasuero, da antiga Pérsia, por influência de seu ministro Haman, foi decretada a morte de todos os judeus, No entanto, no mesmo período, o rei estava a procura de uma nova esposa, e Ester, sobrinha de Mardoqueu (Mordechai no vernáculo hebraico)um dos líderes judeus da época, foi a escolhida. Enquanto se preparava para as núpcias, durante os festejos, Haman, embriagado foi flagrado nos aposentos da futura rainha ameaçando-a e a assediando, pelo que a forca - inicialmente erguida para pendurar Mardoqueu e os demais líderes - foi utilizada para Haman e seus seguidores.
Daí dizer-se que nessa festa se come "hamentashen", em português, em tom bem humorado, "orelhas do Haman", doces feitos à base de massa endurecida com recheios diversos, sendo o mais comum de nozes, frutas secas e mel.
Durante esta festividade, há também o costume de se fantasiar as crianças, haverem almoços e jantares festivos em família, troca de cestas com alimentos e bebidas entre os amigos (chamados de Mishloach Manot e preparados com muito cuidado e carinho) que simbolizam o congraçamento e a amizade, além de praticar-se boas ações junto aos mais neecssitados, através da caridade e também distribuição de alimentos e outros gêneros de primeira necessidade. No dia de Purim é costume aos judeus reunirem-se nas sinagogas e proceder-se à leitura da História de Ester, diretamente de um pergaminho escrito por escriba qualificado , que reflete-se num momento de alegria, musica e confraternização.
Bom, acho que agora deu pra ter mais uma visão sobre o Purim. Prometo, à medida do possível, fazer o mesmo, quando irem surgindo as demais festividades.
Um super beijo a todos!
Mauricio



para o povo judeu, um nome é tudo e, quando decifrado, o nome de uma pessoa, de um objeto ou de um evento, sua essência será entendida.

a estória de purim - pur que, em persa, significa sorte - data festiva do calendário judaico, relembra a salvação do povo judeu exilado na pérsia.
os sábios dizem que a alegria deve estar presente em purim, mais do que em qualquer festa.
sua data registra-se nos primeiros dias de adar, que correspondem, em 2009, aos dias 9, 10 e 11 de março.
em purim os judeus agradecem a d'us - pelos milagres, pela salvação, pelas maravilhas que obrou conosco ...
um dos 24 livros da torá, a meguilat esther ou o livro de esther, conta sobre a festa de purim. um dos mandamentos de purim é ouvir a narrativa sobre a festa, três vezes, no idioma hebráico: duas antes da quebra do jejum de esther e a terceira no dia seguinte. ouvir aquele texto, com atenção, é muito mais que ouvir a um relato da meguilá, sobre um episódio importante na vida do povo de israel, pois, ele dá uma lição de alegria a cada judeu.
purim, que refere à reversão de um genocídio contra o povo judeu, é a festa mais barulhenta e colorida do calendário judaico e, posso dizer, que corresponde ao carnaval que conhecemos.
em purim, não faltam as fantasias, os presentes, o reco-reco
- rash-rashar, em hebráico, utilizado
para afastar o maléfico haman - e as comidinhas judaicas - ótimas!!!
pra salvar os judeus, a rainha esther enfrentou o rei da pérsia, com quem era casada e ordenou aos judeus de shushan, que jejuassem e pedissem perdão a d'us por suas faltas, durante três dias e três noites, pois, só assim, poderiam conseguir a proteção divina que os tiraria daquela situação.

purim será uma festividade eterna que nenhum judeu estará isento de comemorar: homem, mulher ou criança.


o início das comemorações são no shabat que antecede à festa e, no sábado pela manhã, a leitura da torá na sinagoga deve incluir o trecho zachor - êxodo 17:8-16 - que relembra o ataque contra israel pelo povo persa de amalek, logo depois da libertação do egito.
haman, o primeiro ministro persa, era descendente de amalek e representa o inimigo maligno do povo judeu. zachor é recitado, como recordação daquele momento: haman, inimigo de todos os judeus, não se satisfaria com nada menos do que a destruição física de todo o povo judeu - esther 9:24.

a música judaica, uma alegria ... no vídeo da direita, o filme é, train de vie. não assistiu??? assita!!!





o oznei haman ou hamantaschen, para sefaraditas ou ashquenazitas, respectivamente, é uma das delícias da culinária judaica, é própria de purim, e vale a pena ser degustada. a receita, aqui, é fácil de fazer e o resultado é extraordinário.

para: claudio (meu porrinha), david, eric, ale, marcos, maurício, rubens.



8 comentários:

Luciana disse...

Oi, Re,

Confesso que não sabia quase nada sobre o povo judaico.
Agora,com esse post, já posso morrer tranquila, pelo menos tenho uma ideia desse povo. Obrigada!
Muito legal esse post, especialmente pq aguçou a minha curiosidade a respeito da culinárica judaica.
Eu não sabia que o nome do porrinha era Cláudio, pois sempre o conheci como "porrinha" (rsrsrsr)...
Mais uma informação que eu desconhecia!

Beijos, Re!
Feliz dia de hoje!

Lu

requeri disse...

viu só??? quanta coisa prum dia só??? feliz de hj pra vc tb. beijo.

Naldo disse...

Rsrsrsrs loucura nada....

Olá amiga Rê, Quero agradecer a visita no meu blog, estamos no ar a pouco tempo, más com o prestígio dos leitores, visitantes e amigos como vc, esperamos ter uma vida longa... Questão de curiosidade axou nosso blog como???

Bjão
Naldo - http://gloriososantosfc.blogspot.com/

Daniela Figueiredo disse...

Rê, consegui ler o post (desconsidere o email que te mandei). Tenho uma amiga judia, adoro saber sobre culturas diferentes da minha. Gosto de algumas músicas, mas confesso não saber quase nada, só o que minha amiga me fala, o passa na televisão e no cinema. Não sabia do purim... Acho as festas judaicas lindas e divertidas. Teu porrinha, ops, o Cláudio, é judeu? Com uma mãe divertida como tu, não é e se estranhar que um judeu tenha se encantado por ti! Beijos.

jorge fortunato disse...

Ontem pela manhã zapeando pelos canais parei num programa judaico que falava justamente sobre esta festa. Aliás os judeus adoram uma festa, têm tantas. Tenho amigos judeus, mas não são ortodoxos, às vezes comemoram outras vezes não.
Bjks

Junior Silva disse...

Oi moça

Muito legal esse artigo, não tinha ideia dos festejos do povo judeu. Gostaria muito de saber mais, pois conhecer outras culturas é deveras interessante.

Beijão!!!

Victor S. Gomez disse...

Saudades da amiga que tem um blog especial, multicolorido, sonoro e me ensinou como ir direto para minha página. bjs

requeri disse...

eu tb estou com saudade e contente pq está obedecendo meu ensinamento. beijo.

 
Template by Mara*
requeri/2010