visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

sexta-feira, maio 29, 2009

aos do bem ... notícia!!!

indie, abreviatura pra expressão de origem inglesa, aplicada para definir os do rock independente, surgiu junto com o próprio rock'n roll, em 1950, devido à avalanche de selos livres das gravadoras. hoje, o termo define seres originais que se encarregam de divulgar as bandas que quase ninguém conhece.
indie é o rebloggando. e por que não??? ele é independente e original, e diz sobre o rock de há muito tempo, e divulga bandas que muitos não conhecem ... indie sou eu ... e por aí vamos nós ...

falando nisso, o rush -
aqui, aqui - em fevereiro, colocou na praça um disco, a coletânea, rush retrospective III, contendo 20 anos de muita sabedoria musical, muita voz boa, muito embalo rockeiro, conceitual, ou seja, ele é a idéia, o conceito por trás de toda obra da banda chegando a ser, posso garantir, superior a si mesmo ou, até, à obra que ele procura resumir.

Disco 1 (CD)
1. One Little Victory (remix)
2. Dreamline
3. Workin' Them Angels
4. Presto
5. Bravado
6. Driven
7. The Pass
8. Animate
9. Roll the Bones
10. Ghost of a Chance (live)
11. Nobody's Hero
12. Leave That Thing Alone
13. Earthshine (remix)
14. Far Cry

Disco 2 (DVD - Vídeos da Era Atlantic)
1. Stick it Out
2. Nobody's Hero
3. Half the World
4. Driven
5. Roll the Bones
6. Show Don't Tell
7. The Pass
8. Superconductor
9. Far Cry
10. Malignant Narcissism
11. The Seeker (live)
12. Secret Touch (live)
13. Resist (live).

o prazer de conhecer o rush é inigualável e tão grandioso quanto o som que a banda expele.
por outro lado, com os que chegarem até aqui, ao meu rebloggando, divido as raridades do rush, resultado de outro prazer, a compulsividade "guruglemaníaca", com a qual aprendi a conviver. lá, nas raridades, existe de um tudo, desde os vocais da the trees, passando pelos vocais de vital signs, o cantarolar de geddy em limelight, uns sonzinhos de segunda voz em far cry, os espelhos - espelhos??? - quebrados em yys, um errinho em secret touch, coisas ao vivo, impensadas, como a versão de spirit of radio, ... etc ... etc ... etc ... precisando de outras coisinhas da banda, vá aqui.




e o rush o que é???
com canções longas, épicas, letras esquisitas frutos da imaginação do mago de uma bateria que canta, neil peart, os nerds dos anos 70 hoje, três senhores respeitáveis, juntos desde agosto de 1968, foram além dos tempos e chegaram ao século XXI tombando corações e enchendo ouvidos insaciáveis.
ainda hoje, fãs de sempre e mais recentes, cantam a religião, as marés e as árvores de neil peart, geddy lee, o baixista da voz linda, e alex lifeson, os músicos virtuosos do rock canadense, que fazem da banda, uma das mais idolatradas por todos.
rótulos são rótulos e, em 70, anos e anos atrás, ser nerd era ser marginal. a palavra era malvista. ser fã do rush era ter inscrição permanente na turma dos "n" bastando, pra sacramentar, ser magrelo, ter cabelo espetado e adorar músicas extensas cheias de absurdos e sem fim, entoadas por uma voz inacreditável.
lifeson, o loiro, revelou um dia:"Eu nunca achei que fôssemos muito cool. Começamos a lotar shows e eu percebia que todos conheciam as letras, conheciam as viradas da bateria e tinham uma mentalidade tipo: 'Essa é a minha banda. Eu descobri esses caras.'"

requeri

Um comentário:

Jorge Fortunato disse...

Olá Rê
Vc é enciclopédica e antenada...depois de Rita Lee, vc também pode ser chamada de Mãe do Rock, saca tudo. Vc já deve ter percebido que eu não sou tão rock and roll, mas curto algumas coisinhas, gosto do U2, Green Day e do Pink Floyd.
bjs

 
Template by Mara*
requeri/2010