visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

segunda-feira, maio 18, 2009

woodstock, o fim de semana prolongado do rock

a paz em woodstock woodstock, a festa da liberdade, era pra terminar no domingo à meia noite. favas contadas e rock não combinam, portanto, hendrix começou sua apresentação na segunda às 9h00 da manhã, o que significa dizer que o festival foi semana seguinte a dentro. o fim de semana prolongado do rock'n roll.
eram uns 25.000, os acampados naquela fazenda encharcada, que permaneceram por lá refazendo as energias até a segunda-feira, 19 de agosto de 1969.
o locutor anunciou o jimi hendrix experience, mas o músico havia passado a régua na banda, bem antes do início do festival. em woodstock ele veio com billy cox, mitch mitchell, larry lee, jerry velez e juma sultan, ou seja, um pouco de rainbows e uma pitada de gypsy sun. aquela formação seria, segundo ele próprio, sua próxima banda, a band of gypsys.

... e eu acrescento, traduzida por uma mistura da sua guitarra histérica, com as porradas bem dadas na bateria do mitch mitchel. o restante dos músicos foi pra encher o palco do woodstock naquela manhã.
aquela formação em woodstock, numa apresentação de 2 longas horas, resgatou o som característico de jimi hendrix, do rhythm & blues e do próprio blues.

o jornalista david fricke disse: "Woodstock não foi o melhor show de Hendrix, mas foi o seu mais honesto. Tudo o que estava certo, errado e sem resolução sobre a sua música e sua carreira, veio à tona naquele show, sem pedido de desculpas. Jimi Hendrix queria fazer música tão profunda quanto o oceano, tão grande quanto o céu, e tão real quanto a sua vida. Aqui está como ele tentou fazer tudo isso em apenas uma manhã, ao final de um longo e estranho fim de semana em agosto de 1969"

... e ele nem sabia afinar a guitarra.

tá bom assim???

requeri



4 comentários:

Cris disse...

A relação entre JHendrix e sua guitarra, sempre me pareceu de paixão. O toque com os dedos, as mãos que escorrem pelo braço, os dentes e até os órgãos sexuais, foram usados para produzir som.

A loucura produzida pelas drogas não me parece ser 'a viagem' dessa paixão. Sua curta vida esteve sempre norteada pelo desejo que tinha por sua guitarra.

Na minha concepção, ele conseguiu, mesmo que tenha sido interrompido, no auge de sua juventude, por querer mais do que a simples realidade, ou porque não soube lidar com tamanha paixão.

Cris

requeri disse...

... e ele nem sabia afinar a guitarra ... esqueci de colocar esta frase ... mas ainda há tempo. bj. obrigada.

Danilo disse...

Olá, meu no é Danilo eu tenho 13 anos e também sou blogueiro!
Acheiu seu blog muito legal, já colei o selo no meu blog, entre lá e me siga também!
http://30trena.blogspot.com
Bjos!!!
Fica coom Deus!!!

Edson d'Aquino disse...

Rezinha,
Quanto tempo, hein?! Hoje tô meio que de bob e resolvi fazer umas visitas aos amigos e amigas prum cafezinho. Woodstock plantou toda uma semente de mudanças sociais e musicais e será eternamente lembrado com o o Festival dos Festivais.
Só uma correção: Hendrix sabia, sim, e muito bem, afinar uma guitarra pois o fazia às vezes no meio de uma música, outras vezes entre uma e outra nota de um solo eletrizante; algumas vezes, buscando determinado efeito, a desafinava completamente de forma proposital e, ao final, a reafinava em segundos. O que ele não sabia era ler(e escrever) música, mas estava determinado a aprender pois julgava necessário para levar a cabo um projeto com seu ídolo Miles Davis mas, infelizmente, não houve tempo
}{ões

 
Template by Mara*
requeri/2010