visite outros bloggs requeri: assadeira manga chupada

quarta-feira, junho 17, 2009

mãe áfrica, um canto, um encanto

a copa das confederações da áfrica do sul trouxe a inspiração ... futebol, as pedaladas do robinho, os braços e mãos pegadores do júlio césar, a música, a áfrica, a música d'áfrica, a alegria africana, a festa africana torcendo pela seleção sul africana ... a bafana bafana ... ou por quaisquer dos times confederados.




única ressalva, em nome da vuvuzoeira de uma certa corneta - vuvuzela é seu nome - durante o jogo ... insuportável!!! me pergunto: será que em 1 ano, tempo que nos distancia da copa do mundo, surgirá alguém com alguma idéia festeira capaz de substituir aquilo que a torcida de joel santana acredita ser uma batucada???

digo eu: rugby e futebol são os dois esportes mais populares da áfrica do sul. o rugby, cuja seleção já foi campeã do mundo, é o esporte coletivo preferido entre os brancos, e seus jogadores são conhecidos como springboks. menos tradicional mas igualmente perturbadora, a bafana bafana, seleção nacional sul-africana de futebol é, por sua vez, a modalidade favorita da comunidade negra.
o povo d'áfrica canta se é tempo de festa, e canta se não deixam que seja tempo de festa.

em 1986, paul simon juntou seu canto ao canto africano do sul, fez o graceland e despertou atenção.
o disco é um híbrido da combinação de suas composições com as d'áfrica do sul. um resultado poético, satírico, repleto de mistério e abstração. a sonoridade é impecável.
de lá pra cá - declaração oficial - a áfrica, ao sul do saara, é o objeto infinito de desejos musicais.

assim como a diversidade de seu povo, a música da áfrica tem mais notas que a de qualquer outro rincão. a unanimidade fica por conta do valor que a música africana representa ... lá, ela é cantada por todos, por tudo ... pela tristeza, pela alegria, pela fúria, pela revolta, pelo amor ...


em andanças pesquisadoras encontrei o
blogg do portojo, o at-tambur e a african music encyclopedia que guardam um bom tanto de saber sobre a música d'áfrica e, aproveitando o ensejo, o guia de mídia, com links para jornais africanos.

5 comentários:

Afrodite disse...

Lembro bem do Paul Simon em 86 e das musicas que promoveu por lá.
Sem dúvida, a música africana é mágica.
Sempre que a gente ouve, dá a impressão de um algo mais que simples melodia.
Vou até dar uma olhadinha nas suas dicas de blogs sobre a música africana.

Beijos, Re!
Boa sugestão de post!

Sissym disse...

Rê,

Quando pego essas coisas do nosso tempo, indicadas por vc, sempre tenho a felicidade de reencontrar o que gostava e ainda gosto, salvo sempre nos meus favoritos!
Sobre canções da Africa não é só melodia e sim expressões de uma nação.
Bjs

Cris disse...

Com sonoridade própria trazida para o nosso Continente nos idos tempos da escravidão, tribos e culturas diversificadas ainda hoje nos encantam. Sua música, sua festa, sua dor.

Cris

Junior Silva disse...

Oi moça

A sonoridade africana é uma coisa ímpar. Adoro os grupos que cantam também, existem ótimos corais por lá.

Beijão.

Daniela Figueiredo disse...

Hahaha, mas sabe que a torcida deles não se comporta de maneira muito diferente da nossa, a avalanche do Grêmio que o diga. Lembro do Paul Simon, ficou linda aquela mistura. Gosto das batucadas da música africana, que tem uma energia motivadora.
Beijos pra ti.

 
Template by Mara*
requeri/2010